fbpx
Banco central liquidou corretoras de cambio por associação ao crime de lavagem de dinheiro

Série Siscoserv no Combate ao Crime: Liquidação de Corretoras por Irregularidades – Post 5 de 5

Neste último vídeo da série, nós vamos falar sobre um caso em que o Banco Central liquidou corretoras de câmbio por associação ao crime de lavagem de dinheiro.

Trata-se de uma notícia que causou bastante repercussão no mercado, pois tratava-se de uma das principais corretoras do país, que, conforme a Polícia Federal verificou, estaria a serviço de organização criminosa.

E tudo isso, como já dissemos, para lavar dinheiro através de operações fraudulentas de importação, e, principalmente, do frete!

Veja o vídeo a seguir, e, em seguida, a respectiva matéria no Portal G1.

Veja notícia no G1 com a liquidação de uma das maiores corretoras do país em 2016 por ligações com o PCC e Lava Jato.

Como vimos, no caso dessa corretora, foram verificados pagamentos em valores expressivos, envolvendo importação e frete, concentrados em clientes sem tradição comercial e sem porte compatível à operação.

Uma das finalidades do Siscoserv é, exatamente, o cruzamento de dados para verificar transações suspeitas.

É importante lembrar que dados do Siscoserv, como o NIF e a NBS, são ferramentas para saber se a operação foge do padrão normal.

Quer saber como isso funciona?

Na prática

O Siscoserv cruza os dados através do trinômio “NIF”, “NBS” e “Valor”, sendo:

  • NIF: Quem comprou ou vendeu no Exterior?
  • NBS: O que foi comprado ou vendido?
  • Valor: Por quanto?

Através dessa base estatística, o sistema conhece quais são os parâmetros “razoáveis” das transações.

Todos os demais, que fogem deste parâmetro, podem ser considerados suspeitos pela Receita Federal.

Portanto, é assim que ela atua para combater práticas criminosas.

Com isso, a Receita Federal Brasileira foi capaz de verificar incongruências nestas operações.

Entender a razão do Siscoserv, e como ele funciona, é uma excelente maneira para definir como cumprir as obrigações de registros.

O Siscoserv deve ser visto pela ótica correta

É compreensível haver um debate a respeito do Siscoserv, especialmente pela área jurídica.

Entretanto, é importante que se entenda a função efetiva do Siscoserv, sob a ótica das operações, e todos os benefícios que serão gerados ao comércio exterior brasileiro.

Portanto, reiteramos que é uma excelente oportunidade para que as empresas da área vejam o Siscoserv sob uma nova ótica.

Ou seja, como essa nova obrigação, as empresas deverão rever suas práticas, tais como:

  • Ajustes contábeis;
  • Melhorias nos documentos e na Nota Fiscal;
  • Ajustes no procedimento do Contrato de Câmbio;
  • Melhor relacionamento com clientes;
  • Mais transparência e segurança.
  • Dentre outras…

Mais do que isso, é importante regularizar, o quanto antes, os registros no Siscoserv, para evitar a fiscalização da Receita Federal.

Como podemos ajudar?

A WTM do Brasil oferece diversas ferramentas e o apoio para regularização de seus registros no Siscoserv, bem como soluções que geram oportunidades de negócio com o Siscoserv.

Clique aqui, e saiba mais!

Veja a Playlist no YouTube com todos os vídeos da Série:

Oferecemos uma série de 5 vídeos sobre como o SISCOSERV está ajudando a melhorar o Brasil.
Esperamos que você goste e entre no nosso movimento.
Portanto, novamente, seja bem-vindo!

Menu